Mais veneno no prato: projeto lei pode liberar uso de mais agrotóxicos

O projeto de lei 6299/02, mais conhecido como Pacote do Veneno, reúne diversos absurdos, entre eles a aprovação da utilização de mais agrotóxicos no Brasil, país campeão mundial no uso da substância. Outra mudança proposta pelo PL é a mudança do termo “agrotóxicos” para “defensivo fitossanitário”, uma clara tentativa de mascarar a nocividade do produto.

O projeto está em fase final de análise na Comissão Especial Deliberativa da Câmara dos Deputados desde o início de maio, e esteve na pauta da última quarta-feira (09/05), onde integrantes da Comissão, os deputados Alessandro Molon (PSB-RJ), Ivan Valente (Psol-SP), Nilton Tatto (PT-SP) e Elvino José Bohn Gass (PT-RS), tentaram aprovar requerimentos para a participação de representantes de setores da saúde e do meio ambiente na próxima reunião, para trazer mais esclarecimentos.

Porém, a presidente da Comissão, a também ruralista Tereza Cristina (PSB-MS) negou o pedido reforçando os interesses da bancada ruralista, que evita o debate sobre o tema que divide até mesmo setores do governo.

Enquanto isso, mais de 100 entidades se manifestaram em apoio a propostas de redução do uso de agrotóxicos e repudiaram o parecer do deputado Luiz Nishimori (PR-PR), entre elas a Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável, da qual a ACT Promoção da Saúde é membro, e a própria ACT.

Também foi entregue à presidente da Comissão as 100 mil assinaturas contra a aprovação do Pacote do Veneno coletadas através da plataforma #ChegaDeAgrotóxicos.

Na próxima quarta-feira (16/05), a Comissão volta a debater o substitutivo apresentado pelo deputado ruralista Nishimori, e a votação deve ocorrer no dia seguinte.

O pacote vai totalmente na contramão do que a sociedade quer. É fundamental que políticas de diminuição dos agrotóxicos sejam aprovadas. O uso dessas substâncias coloca nossa saúde em risco. Não podemos permitir que coloquem mais veneno em nossa comida.

Atualização: Graças a mobilização da sociedade civil organizada, o PL não foi votado na quarta-feira (16/05) após três horas de debate. Tema pode ser votado no próximo dia 29.

Assine a petição: http://www.chegadeagrotoxicos.org.br/

Saiba mais: http://bit.ly/VenenoNAO

2 comentários em “Mais veneno no prato: projeto lei pode liberar uso de mais agrotóxicos”

  1. Vamos reivindicar pela nossa saúde, cidadãos brasileiros!!! Hoje sabemos q além de mta fé temos R$ p vivermos mto melhor…NÃO aos agrotóxicos!!!

  2. Pingback: Relatório Luz da Agenda 2030: ODS 2 (Fome Zero e Agricultura Sustentável) - ACT

Deixe uma resposta