Feicoop 2020 – Construindo a sociedade do Bem Viver: Por uma Ética Planetária

vegetais e frutas

Construindo a sociedade do Bem Viver: Por uma Ética Planetária é o título da edição deste ano da Feira Internacional de Cooperativismo, a Feicoop 2020, organizada pelo Projeto Esperança/Cooesperança e Banco da Esperança, Cáritas Brasileira e Cáritas Regional Rio Grande do Sul, Universidade Federal de Santa Maria e Prefeitura Municipal de Santa Maria, com apoio de diversas entidades e instituições, que está acontecendo até o dia 15 de forma virtual. O encontro completa 27 anos e reúne produtores rurais que comercializam produtos hortifrutigranjeiros, alimentícios, artesanato e plantas ornamentais, com base no consumo ético e solidário.

Durante a feira, acontecem também seminários, oficinas e conferências com a participação de convidados nacionais e internacionais, para debater a economia solidária, a produção ecológica e a diversificação da cultura do fumo. No programa Mundo do Tabaco nº 20, produzido ao longo de 2018 pela ACT Promoção da Saúde, a Irmã Lourdes Dill, coordenadora do Projeto Esperança/Cooesperança e presidente do Caritas Brasil, contou como são as feiras anuais.

Dentre mais de 40 atividades autogestionárias e mais de 20 seminários, a ACT participou de encontro proposto pela Secretaria-Executiva da Comissão Nacional para Implementação da Convenção-Quadro/Instituto Nacional do Câncer, “A Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco e alternativas à produção de fumo”, para debater projetos de diversificação do fumo.

Os temas debatidos com especialistas foram o status global e nacional da implementação da Convenção-Quadro, os fatores de mercado e seu impacto na demanda por tabaco e nos meios de vida dos agricultores que produzem tabaco, o Programa Nacional de Diversificação em Áreas Cultivadas com Tabaco (Artigo 17 do tratado) e a proteção à saúde do fumicultor. Além disso, os participantes assistiram ao trailer do documentário de Marques Casara sobre fumicultura, Vidas Tragadas, que está disponível integralmente aqui.

Destacamos que, em virtude do avanço da implementação da Convenção-Quadro pelos países signatários, o mundo registra uma redução no percentual do tabagismo. Somado a isso, o aumento da presença de dispositivos eletrônicos para fumar em diversos países no mundo, produtos que usam pouca quantidade de tabaco, contribui para colocar os países produtores em estado de alerta.

A produção mundial vem apresentando redução, assim como as exportações do Brasil, segundo maior produtor e principal produtor de fumo mundial. Essa situação aponta para a urgência em fortalecer e ampliar o Programa Nacional de Diversificação em Áreas Cultivadas com Tabaco, resgatar uma rede ativa da sociedade civil, universidades e entidades rurais para colaborar com as atividades e resgatar os princípios originários do Programa, hoje sob a coordenação do Ministério da Agricultura.

O webinar foi gravado e pode ser acessado no youtube da Cáritas Brasil.

 

Deixe uma resposta