Mês do diabetes: qual é o seu recado?

Em 14 de novembro, foi comemorado o Dia Mundial do Diabetes, uma data criada pela Organização Mundial de Saúde e pela Federação Internacional de Diabetes para dar visibilidade às questões relevantes para pacientes, profissionais e organizações que atuam no tratamento e prevenção da doença.

Dados da Pesquisa Nacional de Saúde 2019, publicados nesta semana, mostram que a prevalência de diabetes na população vem aumentando nas últimas décadas: 7,7% da população de 18 anos ou mais de idade (12,3 milhões de pessoas) estava com diagnóstico de diabetes no Brasil em 2019. Em 2013, eram 6,2%. Esse crescimento está associado, entre outros fatores, com o aumento da população de idosos, hábitos alimentares inadequados (como o consumo excessivo de bebidas açucaradas) e o avanço da prevalência de obesidade.

Educação, escolhas saudáveis e prevenção

Assim, quisemos ouvir pessoas com diabetes e profissionais que trabalham com esse tema: qual é a sua mensagem no mês do diabetes?

– A Mônica Lenzi é educadora em Diabetes, qualificada pela SBD – Sociedade Brasileira de Diabetes e pela IDF – International Diabetes Federation, e atua como palestrante em empresas, escolas, webinários ao vivo e coordena o blog Diabetes e você, que conta com milhares de seguidores no Facebook e Instagram. “O maior gargalo do tratamento do diabetes é a EDUCAÇÃO. Não adianta termos tratamentos de ponta se não houver orientação adequada para o paciente. É o mesmo que ganhar uma Ferrari e querer sair dirigindo sem que ninguém te ensine como dirigi-la”, afirmou Mônica.

– A Carol Freitas tem diabetes tipo 1 desde que nasceu, compartilha suas histórias em uma página no Instagram e traz um recado cheio de positividade e esperança: “Diabetes é uma nova maneira de viver a vida, uma oportunidade de fazermos escolhas mais adequadas para nossa alimentação, uma forma de viver mais saudável!

E você viu o Maracanã todo iluminado de azul no dia 14 de novembro, como parte da programação do Dia Mundial do Diabetes? Foi uma ação da revista Em Diabetes, em parceria com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia do Rio de Janeiro (SBEM/RJ) e o blog Fim de Jogo. Aqui neste vídeo você pode conferir um pouco dos bastidores.

Políticas públicas na prevenção do diabetes

No dia 14, fizemos um post especial nas nossas redes sociais, sensibilizando para o papel das políticas públicas na prevenção da doença: “O diabetes não tem cura, mas pode ser evitado. Uma das precauções é evitar fatores de risco, como o excesso de açúcar, como o que vem em sucos prontos e refrigerantes. No caso de quem já tem diabetes, é possível ter qualidade de vida por meio de alimentação, não fumar e praticar atividades físicas. É por isso que pedimos políticas públicas que ajudem a prevenir e controlar essa condição. Com mais impostos sobre esses produtos, será possível desestimular o consumo, o que ajudará a baixar a taxa de diabetes e obesidade.

Deixe uma resposta