Ajude a mapear as ações das indústrias de produtos nocivos à saúde durante a pandemia de COVID-19

Desde o início da pandemia de COVID-19, muitas indústrias e empresas iniciaram novas atividades apresentadas como altruístas ou socialmente responsáveis. Outras buscam maneiras de influenciar ou se beneficiar das respostas do governo à crise. Embora algumas dessas ações possam parecer fornecer benefícios – como a doação de equipamentos e outros produtos – muitas dessas ações podem aumentar o ônus das doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs) na população e comprometer objetivos mais amplos de desenvolvimento. Esse é justamente o caso das indústrias de cujos principais produtos são prejudiciais à saúde – como tabaco, álcool, alimentos e bebidas ultraprocessados, jogos de azar e combustíveis fósseis. 

É nesse contexto que a rede internacional NCD Alliance – que reúne mais de 1700 organizações no mundo todo – e o consórcio de pesquisa SPECTRUM convidam a todas as pessoas para que participem de uma pesquisa online, que tem o objetivo de coletar exemplos de atividades de empresas associadas a produtos não saudáveis como resposta à pandemia da COVID-19. Podem ser iniciativas de responsabilidade social corporativa, filantropia, novas campanhas de marketing ou participação em debates sobre políticas públicas, realizadas por empresas e indústrias cujos principais produtos são prejudiciais à saúde – como tabaco, álcool, alimentos e bebidas ultraprocessados, jogos de azar e combustíveis fósseis. O produto final da pesquisa será um grande mapa dessas atividades, por países e setores. 

Desde o início da pandemia do COVID-19, muitas empresas iniciaram novas atividades apresentadas como altruístas ou socialmente responsáveis, enquanto outras buscam maneiras de influenciar ou se beneficiar das respostas do governo à crise. Embora algumas dessas atividades possam fornecer benefícios limitados (com a doação de equipamentos e outros produtos), muitas dessas ações podem aumentar o ônus das doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs) na população e comprometer objetivos mais amplos de desenvolvimento.

O tempo de preenchimento da pesquisa é estimado entre 5 a 10 minutos, pode ser feito de forma anônima e não há limite de contribuições individuais. As atividades mapeadas devem ter acontecido entre 30 de janeiro e 30 de junho de 2020, e há versões desta mesma ferramenta de mapeamento em Inglês, Espanhol e Francês. As informações fornecidas pelos participantes farão parte de um banco de dados que será usado como base para publicações e informar debates sobre políticas nos próximos meses, e serão armazenadas com segurança, com a chancela da Universidade de Edimburgo.

Quer participar? Clique aqui!

Deixe uma resposta