Foundation for a Smoke-Free World continua atuando como ferramenta de relações públicas da indústria do tabaco

Pessoa fazendo sinal de 'pare'

A iniciativa STOP, que tem o objetivo de expor as estratégias da indústria do tabaco prejudiciais à saúde pública, publicou uma análise sobre a Foundation for a Smoke-Free World, grupo que apoia estudos sobre tabagismo e afirma ser uma “organização independente e sem fins lucrativos comprometida com a redução de mortes e doenças causadas pelo fumo”, mas que na verdade é financiada exclusivamente pela Philip Morris International (PMI) e atua basicamente como uma ferramenta de relações públicas da empresa.

Alguns dos principais destaques da análise, feita a partir da declaração tributária da organização para 2019, foram:

  • A PMI ainda é o financiador exclusivo da Foundation for a Smoke-Free World;
  • muitos dos trabalhos apoiados pela organização parecem mais ações de relações públicas e advocacy para a indústria do que pesquisas científicas;
  • várias “mega-bolsas” foram concedidas para organizações com vínculos comprovados com a indústria do tabaco.

Tess Legg, uma das pesquisadoras que havia analisado a declaração tributária de 2018 da Foundation for a Smoke-Free World, afirmou:

No ano passado, analisamos a primeira declaração tributária completa da Foundation, e vemos aqui que eles estão usando os mesmos truques. A Foundation ainda é um grupo de frente da PMI e coloca muito dinheiro em relações públicas e pesquisadores com vínculos recentes com a indústria do tabaco. Nós recomendamos fortemente que jornalistas, profissionais da saúde, pesquisadores e ativistas não façam parcerias com uma organização que está mais interessada em confundir do que informar.

Mais informações sobre a análise podem ser encontradas aqui.

Deixe uma resposta