O Fumo Destrói Corações

É de perder o fôlego. Mas não por surpresa ou êxtase. É de fato por não conseguir respirar.

O ar, mesmo em abundância ao redor, não chega aos pulmões. O coração, sobrecarregado, insiste em bater, mas diariamente é atingido e, aos poucos, destruído.

O prazer virou fumaça, a ilusão dissipou-se, e a realidade se impõe. Às vezes, tarde demais.

O corpo já não é forte o suficiente, ainda que o desejo de viver o seja. Desejo que é seu e de muitos a sua volta. Entes queridos são arrastados junto e vidas esvaem-se em conjunto.

Se ainda houver tempo, pare.

Se ainda lhe é dada a chance, agarre-a.

Largue o cigarro. O fumo destrói corações.

Deixe uma resposta