Eficácia dos tratamentos para tabagismo

Existem muitos estudos que procuram avaliar a eficácia dos tratamentos para tabagismo. O Tabac (que fez um comentário sobre “gomas de mascar de nicotina”) parece ter desanimado quando viu que alguns falam em taxas muito baixas. O fato é que a dependência de nicotina é pesada mesmo, mas eu continuo sendo uma otimista incorrigível!

Bem, a maior parte das pesquisas repetem os dados de que entre os fumantes, no mínimo 70% deles pensa em parar de fumar. No Brasil, uma pesquisa da Datafolha (set/07) encontrou um número ainda maior: 83% querem largar o dito, sendo que 69% já tentou e não conseguiu.

Segundo dados do U.S. Depart Health and Human Services, dos que tentam parar de fumar, cerca de 75% recaem nos primeiros 6 meses e apenas 5% se mantêm abstinentes após 01 ano. Mas esta estatística muda quando há alguma ajuda, às vezes só ouvir uma recomendação do médico é suficiente para uma tentativa. Se esta tentativa for acompanhada de uso de medicamentos e apoio psicológico, o índice cresce.

Normalmente se considera o índice de abstinência após 01 ano, e não apenas logo após o tratamento. Isto porque o risco de recaída é alto, então para se avaliar o sucesso é preciso considerar um prazo razoável. Um programa de cessação de fumar é considerado efetivo quando se alcança a taxa de abstinência igual ou superior a 30% após 12 meses(mínimo de 25%).

Vários destes programas utilizam a TRN (Terapia de reposição da nicotina – inclui gomas e adesivos) com bons resultados, além de utilizarem também a opção da bupropiona e vareniclina. Hoje já se fala em perspectiva de 40% de abstinência após 01 ano com uso destas novas drogas, SEMPRE combinadas com alguma forma de apoio psicológico.

Tenho também acompanhado um tipo de abordagem que é muito promissora: a combinação de recursos e o atendimento precoce (ideal!). Com isto os índices de sucesso chegam a atingir mais de 50% após 01 ano. E com isto aos poucos vamos alcançando melhores condições para tratar o tabagismo.

E p/ quem chegou há pouco no blog e está sem fumar, força e conte com nosso apoio!

6 comentários em “Eficácia dos tratamentos para tabagismo

  1. Não boto muita fé nessas pesquisas. Eu vejo muita gente conseguindo parar hoje em dia. Acho que isso já é coisa do passado. As informações sobre os malefícios do cigarro estão por toda parte, incentivando as pessoas a largarem o vício. Talvez meu irmão mais velho se encaixaria nessas estatísticas. Não passa uma única comemoração de reveillon, sem ter o abandono do vício como meta. Isso ele faz há uns dez anos, no mínimo. Obrigado pela visita no blog Monica. Abraços e parabéns pela constante atualização.

  2. Tenho uma dúvida, o que é atendimento precoce? Me parece que as estatísticas de eficácia no tratamento referem-se as pessoas que passaram por tratamento, correto?
    Muito bom o blog! Parabéns!

  3. Prezada Monica,

    Há oito anos atrás quando pensei pela primeira vez em parar de fumar, tinha a inteção, mas não o compromisso, tinha o pensamento que, como se tratava da primeira tentativa, tudo bem se houvesse recaída, todo mundo fala que o fumante leva em média três tentativas mesmo, e eu estava apenas na preimeira, pois bem, o tempo passa, a idade começa a chegar e os danos a saúde começam a ficar visiveis, neste momento é o que podemos chamar de força de vontande, ou seja, a água bate.
    Por isso o índice de recaída é grande no príncipio, todos se querem dar aquele tempinho a mais no vício, ou querer acreditar que podem se tornar fumantes eventuais ou de fim de semana, o que no meu caso já sei que nunca será possível, pois não posso mais dar a primeira tragada.

    Obrigado por visitar o meu Blog.

    Abraços.

  4. Olá Monica, obrigada pela visita , pelo apoio, lendo sobre a eficácia do tratamento do tabagismo, eu tive q apelar pq na minha 1 tentativa “sozinha” não consegui, e graças a Deus com acompanhamento médico eu já estou há alguns dias sem fumar ,tem dias q sao poucas as vezes em q me lembro dele, é muito estranho pq achei q seria mais difícl , tenho fé q agora terei uma vida saudavel, cheirosa e cheia de disposiçao
    cada encentivo q recebo é uma força a mais nessa luta …
    obrigada de coraçao
    bjs
    Talita

    Ps: vou adicionar seu site no me blog !! Muito bom, parabéns!!

  5. 2 semanas sem cigarro, sem adesivos, sem medicamentos ou orientação médica. No entanto fiquei desanimada com a pesquisa. Recaída dentro de 1 ano ! poxa achei que com 1 mes já seria mas facil suportar a abstinência.
    Sempre fiz pesquisa com ex-fumantes, querendo saber como e o motivo de parar de fumar. Isso para ver o que seria melhor para mim. Ouvi de tudo um pouco, mas acho que é um questão muito pessoal de dentro para fora.
    Parei sei la porque, acordei olhei no espelho e lembrei. Poxa tenho que comprar cigarro. Isso me deu muita raiva..pensei porque nao comprar até horário do almoço e pensei o mesmo até o jantar e até amanha..e até amanha…e assim vou levando.
    Outro pensamento que me ajuda nas horas terriveis que todos sabem o q

  6. ,,,Pensamentos que ajudam:
    Pense em alguem distante que gosta muito e ame muito e nao ve há algum tempo. E diga, poxa fica sem essa pessoa e sobrevivo…fico sem isso..e vivo…porque nao ficar sem o maldito cigarro.
    Atitudes que ajudam:
    LOGICO beber agua..sempre.
    e PARA MIM QUE ja nao suportava o cheiro de cigarro, passo creme nas maos e quando vem a vontade, CHEIRO AS PROPRIAS MAOS e penso…que bom..nao tenho cheiro de cigarros.. AO DEITAR cheire o travesseiro e pense..nao tenho cheiro de cigarros….
    E gostei de outra DICA, nao deixo de tomar cafe o cerveja, vinho..quero me testar..senao daqui 6 meses resolvou beber cafe e vem a recaída mesmo.
    BOM entrei no site para ver dicas e deixo um pouco da minha.
    FUMANTE a 30 anos EX FUMANTE a menos de 30 dias será que aguento..PRECISO AGUENTAR..o MUNDO nao é mais do FUMANTES..

Deixe uma resposta