Cigarro e sexo

Apesar de existir gente que acha que cigarro e sexo combinam (tem até uns extremistas que fazem malabarismos com o cigarro e sugerem posições sexuais com ele, bizarro!), na verdade hoje se sabe que o cigarro pode atrapalhar (e muito) o desempenho sexual e a capacidade reprodutiva.

Falando hoje mais especificamente dos homens, um estudo elaborado por pesquisadores da BMA (Associação Médica Britânica), estima que 120 mil britânicos entre 30 e 50 anos sofrem de problemas de disfunção erétil em razão do consumo de tabaco. “Os homens que querem desfrutar de sua vida sexual devem evitar os cigarros, já que o tabaco está na origem de inúmeros casos de impotência masculina”, disse Vivienne Nathanson, membro da BMA.

Além disso, o fumo, com o passar dos anos, estabelece um declínio na capacidade reprodutiva masculina de maneira progressiva. Segundo pesquisa realizada pelo Instituto de Andrologia do Centro para Medicina Reprodutiva, nos EUA, o tabagismo pode causar deterioração da qualidade do esperma. Isto inclui menor concentração de espermatozóides, decréscimo da motilidade, morfologia e efeito potencial na função espermática, além das alterações nos níveis hormonais e alteração no DNA dos espermatozóides.

A boa notícia é que um estudo da Associação de Planejamento Familiar de Oxford, Inglaterra, observa um retorno da fertilidade em ex-fumantes, o que pode ser mais uma importante razão para o abandono do cigarro.

Ainda assim, uma outra pesquisa, entre mais de 2 mil fumantes na Europa mostrou que a maioria deles prefere ficar sem sexo a ter que parar de fumar (pois é!). A pesquisa mostra que 80% dos ingleses, 70% dos holandeses, franceses e alemães e 55% de belgas e espanhóis deixariam de manter relações sexuais por um mês sem problemas, mas nunca conseguiriram passar o mesmo período sem fumar. Bom, e aqui no Brasil, será que os resultados da pesquisa seriam os mesmos?

1 comentário em “Cigarro e sexo

Deixe uma resposta