Alguns cigarros a menos…

Começam a fazer diferença! Primeiro porque a gente passa a sentir que é possível mudar e qualquer conquista tem que ser valorizada. Mas é fato que a dependência dificilmente se vence apenas com a redução gradual do número de cigarros. É hora de considerar uma estratégia para a parada, seja “a seco” ou utilizando produtos que podem ajudar em seu processo de parar de fumar. O que mais funciona hoje é a combinação de recursos, ou seja, seu desejo de parar, junto com apoio psicológico e orientação médica quanto à possibilidade de uso de remédios (bons, mas não mágicos, diga-se de passagem). Vamos falar de cada uma destas coisas, participe mandando suas dúvidas e comentários!

3 comentários sobre “Alguns cigarros a menos…”

  1. Ha pouco tempo que fumo mas ja sinto dificukdade de parar, tento, as vezes fico quase o dia todo sem fumar mas a vontatde é tanta que quando começo, tenho que fumar muitos cigarros de uma só vez.Gosto de tomar cerveja e quando tomo a vontade aumenta. Gostaria de saber porque issso acontece e si e´ necessario parar de beber pra conseguir parar de fumar?

  2. Nem todos os remédios requerem apoio médico. É melhor usá-los com suporte profissional, pois este apoio aumenta as chances de sucesso ao tentar parar. Mas enfermeiros, psicólogos, dentistas, farmacêuticos e outros profissionais de saúde podem ser habilitados a orientar fumantes sobre o uso da goma e do patch de nicotina. Estes medicamentos dobram a chance de sucesso e sua venda não requer receita.

    Montezuma Ferreira
    Instituto de Psiquiatria – HC FMUSP

  3. usei um remédio chamado BUP fiquei um mes sem fumar.
    mas o remédio me deixava muito desanimado,parei de tomar.
    outro dia voltei a fumar.hoje estou controlando mas não consigo
    parar.
    pretendo voltar a tomar este remédio e parar difinitivamente.

Deixe uma resposta