Uma grande perda

[photopress:autran1_1.jpg,thumb,centered]
Paulo Autran morreu aos 85 anos, vítima de câncer e enfisema pulmonar. Ele estava internado no hospital Sírio-Libanês (centro de SP) e faleceu no dia 12 de outubro. Segundo sua mulher, Karin Rodrigues, ele pediu que fosse divulgado que o o cigarro causou sua morte.

2 comentários em “Uma grande perda

  1. Fazendo o papel do advogado do diabo, imagino que os fumantes convictos pensem que morrer com 85 anos tá ótimo e que pelo menos ele “aproveitou” a vida até morrer sem precisar se sacrificar. Vale lembrar que o problema maior não é morrer aos 65, 85 ou 95 anos, mas sim viver sem conseguir respirar e ir embora antes da “sua hora” estando absolutamente lúcido, profissionalmente ativo e cheio de talento para dar e vender. Abraços.

  2. Honestamente acho que a mulher de Paulo Autran é que queria que ele parasse. Ele mesmo dizia que não era modelo para ninguém.Era uma pessoa muito lucida…mas como eu quero parar de fumar…quero não porque o Paulo ou a mulher dele disseram isto ou aquilo…quero porque estou incomodada demais com este habito meu…com certeza me sentiria mais cheirosa, mais imune, mais oxigenada…Mas valeu.Obrigada Odila

Deixe uma resposta