Tributos x consumo

Estudo publicado em maio no jornal da Sociedade Americana de Medicina (American Medical Association – JAMA) e conduzido pela Escola Perelman de Medicina, da Universidade da Pensilvânia,  mostrou como resultados da implementação da tributação das bebidas adoçadas na Filadélfia, Estados Unidos o aumento dos preços desses produtos e, consequentemente, a queda em seu consumo.

A Filadélfia se tornou a segunda cidade americana a implementar a tributação das bebidas adoçadas, em 2017. O tributo equivalente a cerca de 50 centavos por litro  inclui também as bebidas dietéticas. Isso também afeta um grupo étnico maior e mais amplo, além da população de baixa renda do quinto maior estado americano.

O estudo analisou os resultados de vendas de 291 lojas (incluindo 54 supermercados, 20 mercados populares e 217 farmácias) para comparar as mudanças entre 1º de janeiro de 2016 (pré-imposto) e 31 de dezembro (pós-imposto). A análise comparou os dados de vendas de bebidas na Filadélfia com as vendas na cidade de Baltimore, cidade vizinha que não aumentou os tributos sobre esses produtos no período. O estudo também verificou os dados das vendas de bebidas nas fronteiras destas cidades para avaliar se os consumidores aumentaram as compras na região fronteiriça com o intuito de evitar a compra dos produtos tributados.

As principais conclusões foram que a receita gerada pelo recolhimento dos tributos financia comunidades escolares, a reconstrução de parques e centros recreativos em comunidades periféricas e colabora com a educação gratuita na idade pré-escolar.

Deixe uma resposta